Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Boca de urna e selfie na urna são punidas com detenção.
01/10/2018 12:07 em Novidades

RIO - Mais curta e com recursos limitados, a campanha eleitoral entra na reta final nesta segunda-feira. Faltam apenas sete dias para o primeiro turno de votação, em 7 de abril, quando 147,3 milhões de eleitores poderão depositar os votos nas urnas eletrônicas. A proximidade do pleito acende o alerta para o que a lei eleitoral permite a votantes e candidatos fazer. Será punido com detenção e multa, por exemplo, quem fizer propaganda de boca de urna, tirar selfie na cabine de votação ou participar de mobilização coletiva de campanha no dia da votação. O horário eleitoral gratuito na televisão e no rádio termina na quinta-feira, mas os candidatos podem continuar em campanha nas redes sociais e nas ruas até a véspera do pleito. As pesquisas de intenção de voto que forem realizadas antes do dia de votação podem ser divulgadas em qualquer hora, inclusive do dia 7 de outubro. As sondagens feitas no próprio domingo só podem vir a público ao fim da votação estimada por elas. No sábado, o Jornal Nacional, da "TV Globo", revela pesquisas das capitais com os maiores colégios eleitorais. No dia da eleição, a lei eleitoral só permite manifestação individual e silenciosa de preferência do eleitor com bandeiras, broches, dísticos e adesivos. Qualquer mobilização coletiva é vedada, assim como o uso de veículos para divulgar jingles, nesta data. Os comícios de encerramento das campanhas, excepcionalmento, podem correr até 2h da madrugada. Os "showmícios", no entanto, são proibidos.


Leia mais: https://oglobo.globo.com/brasil/saiba-que-eleitores-candidatos-podem-ou-nao-fazer-na-ultima-semana-de-campanha-23115348#ixzz5SgytHHCh 
stest 


Leia mais: https://oglobo.globo.com/brasil/saiba-que-eleitores-candidatos-podem-ou-nao-fazer-na-ultima-semana-de-campanha-23115348#ixzz5SgymEDCZ 
stest 

COMENTÁRIOS